Notifications
Article
PORTFÓLIOS ONLINE E LAYOUTS: Uma Síntese da Idealização Para Concepção
Published a year ago
42
0
PORTFOLIOS ONLINE AND LAYOUTS: A Synthesis of Idealization for Design
O presente artigo busca apresentar uma síntese sobre layout de portfólios online, desde a construção deste através de grids até escolha de cores, elementos e tipo de conteúdo. O estudo se deu como parte da pesquisa realizada para o desenvolvimento do projeto “Vitrine Digital” (DOT), formado por alunos do curso de Design do Campus A. C. Simões (Maceió-AL). Tendo como base metodológica o design thinking, se fez necessário analisar e comparar diversas plataformas digitais que permitem a publicação de trabalhos para que assim fosse possível iniciar o desenvolvimento do projeto com embasamentos concisos e concretos.

Palavras-chave: Portfólio online - Web design - Design gráfico



Abstract

This article aims to presents a synthesis of online portfolios layout, since the construction of it through grids to choice of colors, elements and content type. The study was made as part of the research conducted for the development of the project "Vitrine Digital" (DOT), formed by the Design students of Campus A. C. Simões (Maceió-AL). Based on methodological design thinking, it was necessary to analyze and compare various digital platforms that allow the publication of works, so that it was possible to start the project development with concise and concrete emplacements.

Keys worlds: online portfolio, web design, graphic design



1 Introdução

O portfólio é uma junção de trabalhos desenvolvidos por um aluno ou profissional destinado para apresentação, divulgação e arquivamento destes trabalhos. Este se torna uma ferramenta de avaliação a partir do momento que outras pessoas adquirem acesso e passam a analisar. Essa coleção pode apresentar diversos formatos de conteúdo, desde imagens até vídeos, varia de acordo com a área de trabalho do indivíduo a que pertence.

Atualmente, existe a facilidade de criar portfólios online, fora do papel, através de sites específicos. Assim, surge o eixo principal da síntese sobre o desenvolvimento visual dessas plataformas. Pretende-se, portanto, por meio deste texto, analisar as principais etapas dessa concepção e os elementos de maior destaque envolvidos, similaridades e disparidades entre as plataformas existentes para, enfim, chegar a uma concepção notória do layout do projeto DOT.





2 Portfólios Online

Os portfólios onlines são atualmente a ferramenta mais utilizada por profissionais que querem expor seus trabalhos, pois esta oferece de forma gratuita ou paga um espaço em sua plataforma para publicação de projetos. Segundo DiMarco (2006), um portfólio online é acessado via Internet, é interativo, de natureza dinâmica e extensível. Essa plataforma online oferece a possibilidade de publicar diversos formatos de mídias: fotos, vídeos, textos, som, dentre diversos outros. Há também a questão dessa ferramenta oferecer fácil acessibilidade por estar inserida num meio onde todos podem acessar e explorar livremente, favorecendo também a comunicação entre as pessoas e tendo uma divulgação mais eficaz.

As plataformas mais populares atualmente são: Behance, Carbonmade, Flickr, DeviantArt. Cada um destes sites dispõem de templates diferenciados, porém, com características similares. As equivalências são quanto a organização dos elementos nos grides com intuito de sempre dar destaque ao conteúdo. As disparidades se apresentam quanto as paletas de cores, tipos de mídias e hierarquia de informações e conteúdos. Quanto ao funcionamento geral, esses sites em maioria apresentam um navegação simples que engloba um menu básico e subcategorias que são álbuns ou apenas uma galeria direta.





3 Grids

O grid ou malha tem várias definições, alguns autores dizem ser a subdivisão de uma página, outros definem como sistema ou esqueleto. Independente de qualquer definição, o importante é saber que esse elemento é essencial no design e para o desenvolvimento gráfico e visual, pois este gera a base que leva a uma abordagem modular e sistemática ao layout. Essa ferramenta de desenvolvimento garante a coerência visual entre páginas e um processo de design mais rápido.

Em uma plataforma de portfólio online essa base para desenvolvimento auxilia os designers a produzir resultados mais dinâmicos ou sutis ao utilizar apenas as regras básicas como ponto de partida, assim, gerando estruturas que sejam flexíveis. Para muitos, um grid é apenas um conjunto de linhas retas horizontais e verticais, porém essa série de linhas pode trazer vantagens incontáveis ao resultado final de um projeto, variando desde aspectos estéticos até os funcionais e psicológicos.

Após análises de diversos sites foi possível notar semelhanças na estrutura dos diversos layouts de portfólios online, os grids apresentam uma similaridade quanto a disposição de conteúdo. Como já citado, muitos apresentam um menu principal e subcategorias para acessar os álbuns ou uma galeria direta, ou, ambos em alguns casos. O menu, apesar de geralmente se localiza na parte superior da página ou na lateral esquerda, apresenta um menor destaque em relação ao conteúdo, devido a hierarquia básica dos portfólios. Os grids para essas ferramentas online são simples para torná-las leves, dinâmicas e de fácil acessibilidade. Um grid bem utilizado pode resultar em um design marcante e nesses casos a simplicidade agrega valor ao conteúdo.





4 Cores e elementos

A cor deslumbra estudiosos através do mundo e dos séculos, a maneira como pode ser utilizada e as sensações que causa são foco de vários estudos. No design é importante ter um conhecimento abrangente, saber os elementos das cores, a teoria, círculo cromático e sua utilização no meio gráfico.

Após observações dos layouts de portfólios online, notou-se que a maioria utiliza em seus templates a cor branca, preta e os diversos tons de cinza que a junção de ambas pode gerar. Isso não quer dizer que não há a utilização de outras cores, usualmente as cores mais variadas estão presentes em elementos de forma sútil e dinâmica, em parte para dar certo destaque a estes sem diminuir a ênfase do conteúdo e por vezes para quebrar de maneira inteligente e concisa a hegemonia do preto ou branco.

Posteriormente análise das cores, o foco voltou-se para os elementos que compõem o layout dessas ferramentas de exposição de trabalhos. Elementos são essenciais em toda e qualquer composição visual. Estes podem ser: linha, formas, texturas, tipologia, ponto, cor, dentre outros. Cada um destes apresenta características, funções perceptivas e aspectos psicológicos próprios. A utilização desses leva a uma formação visual única, a presença de um ou mais desses elementos varia de acordo com a ênfase que cada um deve ter e o conceito que se pretende apresentar.

O intuito é sempre apresentar uma obra equilibrada e que tenha suas partes interconectadas para melhor aspecto visual, nesse quesito também se faz presente a ideia de ‘menos é mais’, pois os melhores layouts são construídos com os elementos mínimos necessários para passar a ideia ou o conteúdo ao usuário.





5 Conteúdo de um portfólio virtual

Para entender o que deve conter em um portfólio foi essencial explorar portfólios que se destacam no meio virtual. Um bom portfólio deve conter os melhores trabalhos, por isso a seleção destes deve ser rigorosa, nesse momento qualidade é sempre mais importante que qualidade.

É imprescindível que conste os dados básicos do profissional que está expondo seus projetos, mesmo que este utilize de pseudônimos e similares. Apresentar o nível de formação, um meio de contato, habilidades e experiências torna essa ferramenta mais completa para quem irá acessar e analisar.

Como já citado, o conteúdo de um portfólio pode conter diversos tipos de mídias. Desde vídeos e imagens até artigos. Muitas plataformas online disponíveis não oferecem suporte para que o profissional possa expor alguns formatos menos usuais como mídias mp3, mp4 e vídeos no geral. O usual é que estas ferramentas online ofereçam em suas plataformas espaço para postar apenas imagens em seus diversos formatos comuns..

É de extrema importância a organização do conteúdo de um portfólio. Algo bem organizado, em meio virtual, gera boa acessibilidade e melhor memorização ao percorrer os caminhos de uma interface, tudo isso agregado ao que foi abordado anteriormente. A organização varia de acordo com o tipo de profissional que irá expor seus trabalhos e as categoria que o mesmo pretende criar. Nesse momento o ideal é que ele utilize do seu bom senso, ou, o mais indicado é que pesquise sobre a ferramenta, suas similares e qual a melhor forma de fazer essa ordenação de maneira concisa.

Vale ressaltar que a escolha do site que irá hospedar o portfólio irá depender principalmente dos formatos de mídias dos trabalhos que o usuário do mesmo irá postar. Por isso é sempre imprescindível pesquisar e analisar os prós e contras das diversas plataformas online disponíveis desse seguimento.



6 Considerações finais

Com base em referências bibliográficas e análises as citadas acima, foi observado que os portfólios digitais podem apresentar diversos layouts, porém sempre mantendo semelhanças entre sua construção base, as grids, para assim manter o destaque do conteúdo e facilidade de navegação, oferecendo informações mais concisas e diretas.

Foi observado que o DOT necessita de um layout que possa comportar vários formatos de trabalhos e que possa ser acessado através de diversas plataformas: computadores, smartphones, tablets. O minimalismo foi adotado como principal característica com intuito de manter uma fácil navegação e organização. Há tendência quanto a utilização de cores baseada no material design, para o layout. Com intuito de lançamento e divulgação do resultado entre agosto e setembro, o projeto tem como maior objetivo divulgar o curso de Design da UFAL e suas produções para sociedade, consequentemente criando maior aproximação entre ambos.



Referências

CLAZIE, Ian. 2011. Portfólio Digital de Design. São Paulo: Ed. Blucher.

DIMARCO, J. 2006. Web Portfolio Design and Applications. Idea Group Inc (IGI).

DONDIS, Donis A. 1991. Sintaxe da Linguagem Visual. São Paulo: Martins Fontes.

2009. Grids: Soluções Criativas para Designers Gráficos. Porto Alegre: Bookman.

PETERSON, Bryan L. 1997. Using Design basics to get creative results. Cincinnati: North Light Books.

TAYLOR, F. 2010. Cómo crear un portfolio y adentrarse en el mundo professional: guía de orientación para creativos. Editorial Gustavo Gili, SL, Barcelona

VIANNA, M. et al. 2012. Design thinking: inovação em negócios. Rio de Janeiro: MJV Press.

Ayla Leite de Medeiros
Graphic Designer & Artist - Designer
3
Comments